SALINAS

A Região

Localizado na mesorregião Norte de Minas Gerais, o município de Salinas possui área de 1.897,16 km² e população de 39.182 habitantes (IBGE: Censo, 2010). É reconhecido nacionalmente como a “Capital Mundial da Cachaça de Alambique”. A produção de cachaça em Salinas ultrapassa cinco milhões de litros é comercializada sob mais de sessenta marcas, algumas de renome nacional e internacional. Historicamente a produção de cachaça artesanal no município de Salinas teve início no final do século XIX seguindo os rastros da atividade pecuária.

Na década de 1930, primeira metade do século XX, chegou a Salinas a variedade de cana Java que se adaptou muito bem ao clima e solo da região. Em pouco tempo se espalhou na região com reflexo na expansão da produção de cachaça permitindo que produtores obtivessem renda extra com sua comercialização no comércio local – e também junto a tropeiros que fazia distribuição em cidades e povoados da região. Até então a produção era comercializada a granel, não havendo marca que identificasse o produto.

Na década de 1940, o fazendeiro Anísio Santiago lançou no mercado a primeira marca de cachaça da região: a Havana. A sua marca chamou a atenção dos consumidores pela sua qualidade, a qual também despertou interesse dos produtos de cachaça. Assim, nas décadas de 1950 e 1960 surgiram marcas de cachaça como a e INDAIAZINHA, do produtor Valdete Romualdo. Nas décadas de 1970 e 1980 surgiram novas marcas que ajudaram a criar a fama de Salinas como região de produção de cachaça de qualidade.

salinas